Instalação multimídia ‘Mariposas’ em Tiradentes

Aberta terça dia 16 de março a mostra Mariposas, com curadoria de Chico Marinho. Ela fica por um mês aberta para o público. A Casa da Câmara de Tiradentes, na subida para a Matriz abriga 3 nichos com instalações digitais.

A mostra abriu durante evento da UFMG apresentando à comunidade os projetos que vai desenvolver na cidade, entre eles um Laboratório de Pesquisa em novas mídias digitais.

No teto do salão principal uma projeção dupla forma uma imagem no teto da casa, nos moldes das pinturas de teto das igrejas barrocas. Ao centro são exibidas duas séries de vídeos. As Videocrônicas das Cidades Históricas de Álvaro Andrade Garcia e Videopoemas de Chico de Paula. Na moldura composições de Chico Marinho. O software é o Sítio, da Ciclope, agora com mais um plugin, capaz de interagir com movimentos da mão no espaço, através de sensores infravermelhos.

Sob o teto há uma pequena capelinha com dois sensores, um de cada lado. Ao se aproximar e afastar a mão de um deles é possível folhear e adiantar velozmente as molduras. Com a outra mão é possível brincar de pintar o teto, modificando a cor das imagens.

Ao redor das videocrônicas quadras poéticas, brincando com o espírito yin yang do barroco, com seus contrastes e céus por desabar.

Ouro Preto Guignard, Chuvas Barrocas em Tiradentes e Milho Verde, poemas de Cora Coralina com seu museu em Goiás, Serra da Piedade, Caraça, Itacolomi, rio das Velhas…

São exibidos também Videopoemas de Chico de Paula, da Arquipélago.

A instalação Dente de Leão, de Chico Marinho, Francisco Chavess e Jalver Bethônico, é uma graça. Soprando um microfone camuflado de flor, sopramos a imagem na janela. Voam as sementes, um poema surge na tela e sons pontuam o momento.

As Mariposas, de Chico Marinho, com uma bengala de cobre os visitantes tocam em contatos de cobre numa peça de madeira, acendendo luzes numa projeção no teto.

As mariposas que voam usando algorítmos de ‘comportamento de bando’, ao ver a luz, mudam sua trajetória e voam até ela.

Final de Projeto: Espaço TIM UFMG do Conhecimento

Final de Projeto: Espaço TIM UFMG do Conhecimento

Ontem entregamos oficialmente o Espaço TIM UFMG do conhecimento. Que a partir de amanhã 23/03 de 2010 estará aberto para a visitação.


Na foto: Prof. Francisco Marinho (UFMG), Alessandro Silva (Ilusis) e Prof. Wallace Lages (UFMG e Ilusis).

Matéria da Globo – Museu interativo EIP

A reportagem da Globo fala sobre o Espaço Israel Pinheiro (EIP), primeiro Museu Interativo de Brasília, espaço dedicado à educação para meio ambiente, justiça social e desenvolvimento. O EIP mantém uma parceria institucional com a UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais). O Grupo “1maginári0: poéticas computacionais” (UFMG) participou da criação, desenvolvimento e implementação do painel eletrônico e da sala de jogos. A parceria vai produzir conteúdo para o Espaço do Conhecimento da UFMG/TIM em Belo Horizonte.

Exposição de Arte Digital

Exposição de Arte Digital


Começaremos esse blog apresentando a Exposição de Arte Digital EBA – UFMG, que ocorreu no saguão da Reitoria da UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) nos dias 18 a 21 de Novembro de 2008. Nessa ocasião apresentamos alguns trabalhos já desenvolvidos pelo grupo. Nas próximas postagens estaremos descrevendo mais detalhadamente cada projeto.

GRUPO DE PESQUISA: 1maginári0

Coordenadores:
Francisco Marinho
Jalver Bethônico

Pesquisadores:
Marília Bergamo
Rosilane Mota

Bolsistas:
Bruno Santos
Francisco Chaves
Lucas Junqueira

Consultoria Tecnológica:
Dário de Moura

Agradecimentos pela exposição:
Prof. Ronaldo Pena
Profa. Heloísa Starling
Equipe do REUNI
Equipe do CAC
Pesquisa “O SILÊNCIO, A SOMBRA E O SILÍCIO”
– fomento FAPEMIG
Pesquisa “POÉTICAS AUDIOVISUAIS INTERATIVAS”
– fomento CNPq